27 de setembro de 2008

Jet Man



Entretanto, enquanto este mundo se entretêm a ver a queda das bolsas e as quedas dos bancos, este homem mostra o que é a coragem. Tivesse 0,1% da população esta determinação e segurança! Nesta civilização saloio-tecnológica com que nos confrontamos o risco que queremos correr é sempre o dos outros. Também, a culpa é dos outros. O pensamento dos outros. A inveja por causa dos outros. Quanto mais eu assisto a esta virtualização dos valores e ao constante apelo político das "esquerdas modernas" para a uniformização dos interesses, os actos individuais, positivos, de quem não se rege nem pensa pelos outros nem por maiorias tem sempre a minha admiração. Seja com uma asa às costas, seja com uma caneta na mão.