23 de dezembro de 2008

(Para os correctos)


(Para os que pensam que o mundo foi parido em revolução, mas nunca baixaram os "punhos" para criar; para os que lêem as "crises" que ainda não chegaram, mas não decifram a crise que nos toca; para os que vêm o caminho do "futuro", mas não conseguem discernir o evidente; eu digo): Acredito no amor que enlaça a vida que é luta, propósito, desse amor; acredito na visão do longínquo permanente, do sou – fui; acredito no Messias, Deus menino - menino Deus, força-esperança, auge nos homens, nos Homens... Natal.