26 de janeiro de 2009

O acesso à carreira política – uma questão, também, de impacto ambiental



2 comentários:

Nuno Castelo-Branco disse...

É uma praga que infesta todos os palácios oficiais de Lisboa e arredores.

João Amorim disse...

Cada vez constato mais que há "espécies" não adaptáveis à ética política