21 de fevereiro de 2009

Encher a barriga de manhãzinha


O governo pretende dar um apoio ao emprego e por isso colocou no balde a prerrogativa da não aumentar o funcionalismo público e está a voltar a admitir funcionários nas autarquias, juntas, institutos, etc. Eu não li nada, não sabia! Onde estão as notificações para os "concursos públicos" e admissões? Foi publicado? Bem, não interessa! Como todos sabemos a despesa pública "fixa" absorve 50% do PIB e as comissões, acessorias, adjuntisses, compadrios, grandes e pequenas cunhas, absorvem até 100% do PIB que não é mais do que um pib. Para o resto vai-se buscar lá fora! Esta "medida" pode parecer bondosa mas esconde um perigo a curto prazo: um gasto mensal insustentável. Sim mensal! Porque ninguém gosta de receber como recebem os fornecedores do estado – a 6, 7... 9 ou 18 meses, quando não mais! – Que paguem os outros que não são funcionários públicos. Vai ser lindo. Vai ser, já é, o "cada um trata de si" e viva a "cunha" e o partido! É o tipo de "quadro" que eu não consigo apreciar mas que por certo encandeia a "esquerda moderna", socialista e adeptos da massificação. À custa da "crise" e apesar dos tempos sombrios muitos começam a gostar do guarda-sol do "estado protector". Antever, projectar, construir, qual quê? ... é encher a barriga logo de manhãzinha!


1 comentário:

Nêspera disse...

Tens um desafio para ti no meu blog...

:)

http://nesperas.blogspot.com/2009/02/e-minha-vez.html