5 de fevereiro de 2009

Última Hora – boas notícias para os fabricantes de calçado e descontentes em geral


Parece que afinal há forma de se debelar a crise financeira e a crise moral. Este último "ataque" veio confirmar a nobreza do acto. Atirar sapatos à cabeça de outrem pode ser a palmilha de salvação: produz-se mais sapatos – ou outros recomendáveis objectos (já estou a ver os portugueses a inovar neste procedimento) – e corre-se com os políticos ou afins. Em Portugal não faltam alvos. Cuidado com o cheiro....

Sem comentários: