16 de março de 2009

Aprender


O regime fala a "nossa" língua? O povo fala a "linguagem" do regime? Ou será que berra? Quando dói? Aparte moucos, os políticos são surdos, mas não têm culpa, deixaram-nos construir um regime autista. O povo passou trinta anos a olhar para o estômago e a lamber os dedos que enfiava em pote alheio. Foi a pressa da "liberdade", a pressa de ser gente filha d'algo, a pressa de "subir", tudo a ver quem "apanhava o cão" que "fugiu"... Os sucessivos governos, encobertos pelas leis e virtudes "consagradas" desta república, passearam ao sabor dos votos que foram caindo nas urnas e disso não têm de dar conta pois se o povo votou, está legitimado e o que "está dado, está dado". No meio desta crise está tudo a ver que o pote está vazio. O dedo... enfiem-no em riste pelo olho acima – parece dizer-nos a "classe política" – porque quem não aprende tem de repetir a lição. Eu já aprendi, já embrulhei e já coloquei esta república no contentor dos "monstros domésticos".

Sem comentários: