9 de março de 2009

Certeiro


Pelo menos desta vez o regime acertou na toponímia. Após o desterro e destruição da antiga toponímia anterior a 1910 e da substituição das antigas ruas pelo nome de todo e qualquer servente republicano, a III república começa a acertar nos baptismos e nos valores para que arrasta o país: em plena Lisboa ouviram-se disparos e desacatos nesse bairro, "barril de pólvora", que se chama Portugal Novo


Sem comentários: