30 de abril de 2009

Assim se vê, a transparência do PC


Com a desculpa de angariar mais verbas para a festarola do Avante, foi avante uma proposta acarinhada pelo PCP, partido do povo unido que jamais será vendido, para o "dinheiro vivo" entrar generosamente nos partidos. O PCP na assembleia ferra os bancos pelo fartar das "offshores"... mas afinal esta medida não se propicia a ser, na prática, uma offshore na contabilidade dos partidos? "Pobre" República.... 

Sem comentários: