3 de maio de 2009

Vergonha para a democracia


O actual primeiro-ministro, que tem sobre si suspeitas, por provar, de interesse económico em negociatas, vem a público falar sobre "Vergonha". Para o primeiro-ministro os insultos e empurrões a um candidato do seu partido são "uma vergonha para a democracia". Eu diria mais, estas "agressões" são uma face desta democracia e nem remeto para a apologia do que se chama Educação ou Civismo. O Partido Socialista é um dos culpados desta "vergonha". Nos próximos tempos o verniz vai estalar e eu espero que seja na cara dos responsáveis pela vergonha em que deixaram este país e não no cidadão inocente. Não chegam desculpas externas para justificar esta "vergonha". A "democracia" em Portugal nunca foi uma "menina" bonita, antes pelo contrário. Desde que se impôs pela força do terrorismo até os tristes dias a nossa "democracia" nunca cobriu o peito nem desmamou os predilectos que a rodeiam. Para já os "incidentes" foram à conta de uns camaradas que bem gostavam de "tomar conta disto" ao estilo Estalinista. Quando a outra "vergonha" – a fome, o desemprego, a deseducação, a má intenção – justificar a propagação de todo o género de "incidentes" quero ver a reacção desta "democracia"...

Sem comentários: