11 de agosto de 2009

Do dia 10 para o dia 11 de Agosto


Está tudo como estava? Aparentemente nada parece ter mudado; a vida continua, a nossa, dos outros, as cartas com as facturas chegam, os envios dos impostos, também, o sol aquece, o trânsito sufoca, o lixo continua nas ruas a lembrar-nos que temos gente de todas as espécies à nossa volta. Os jornais falam de tudo e de nada sem dizer nada do muito que havia para dizer, mas um pormenor – em letras escondidas, discretas – alerta-nos para um novo tema: o Regime foi discutido. Para o bem e para o mal, bem falado mal falado, bem escrito mal escrito, os portugueses souberam que se pensa, fala e se sente um outro tipo de regime, uma outra "solução". E todos têm uma opinião a dizer. Grande parte das centenas dos comentários que li (pelos blogges e jornais on-line somam-se milhares de opiniões) são puramente ressabiados e desfocados mas nada que me admire após 99 anos de porrada demagógica e republicana! Aquilo que eu sinto e que me fez vibrar foi que pela primeira vez desde a II República um grupo de bravos acendeu o rastilho de um confronto onde não são benvindos formigas-brancas, caceteiros, pides, capitães, MFA's ou censuradores. A História dirá se esta data ficará ou se será dissolvida pelo "deixa-andar" a que nos forçam há noventa e nove anos.

Sem comentários: