28 de agosto de 2009

Olha as certezas


Eu li a Bíblia! E não me pareceu um livro "absurdo" (sic.) mas somente um fascinante livro de História escrito por vários e em vários momentos, o Novo e o Velho Testamento que necessita de reinterpretação face às numerosas figuras meta-linguísticas. Saraamargo diz que Deus não existe, está somente na "nossa" cabeça, que foi por nós inventado e que nos tornamos escravos da nossa invenção. Vou-me abster de comentar sentimentos. Para mim "Saramago" também não existe pois não está na minha cabeça. E eu não inventaria um absurdo.

3 comentários:

Luís Bonifácio disse...

Se deus não existisse, então para quê perder tempo a escrever sobre ele.

cristina ribeiro disse...

:)

Mario disse...

A apresentação, por Saramago, do livro “Caim” coloca uma questão incontornável: poderá um mau leitor ser um grande escritor?