16 de outubro de 2009

A excelência do exército Português


O chefe do Estado-maior do Exército, o General Pinto Ramalho, disse no exercício ORION 09 que o "exército Português caminha para a excelência". Tenho uma boa imagem deste general, com um curso dos Comandos, e de muitos outros de altas patentes. O "exército", a tropa, tem uma espinha desde que o regime mudou. De "lacaios" da 1ª república e do regime de Salazar a "heróis" num mês de Abril, a tropa está remetida a "acções" no exterior, a opinião pública despreza os antigos combatentes do ultra-mar (e a tudo o que lhe diz respeito) e a juventude deve achar que ser tropa especial é coisa para se fazer de dia – que de noite sobram as cervejas e as baybes.
Ao general Pinto Ramalho e ao supremo presidente Silva eu lembro um dos maiores heróis do exército Português, Marcelino da Mata, no tempo em que a "capacidade vertical" não se fazia à custa de helicópteros sofisticados e se chamava Portugal.

* Foto captada no dia 10 de Junho, Dia de Portugal, em 1972, no Batalhão de Comandos em Brá-Bissao. À esq. Joaquim Spínola. À dir. Marcelino da Mata.


2 comentários:

Nuno Castelo-Branco disse...

Nunca percebi o facto da "democracia" jamais ter honrado esse grande português!

João Amorim disse...

Não seja ingénuo, caro Nuno, então acha que os democratas-pós-25, tão humanos, igualitaristas e modernos, iam homenagear um "preto"?