23 de outubro de 2009

pequenina importância


Vasco Pulido Valente, in Público

* Bispo do Porto

3 comentários:

cristina ribeiro disse...

Concordo.

Hugo disse...

Um texto infeliz e intolerante de um VPV invejoso e mesquinho. Pelos vistos serviu-lhe a carapuça do Saramago! Um nojo este individuo vir falar de dotes de nascença e educação. Conheço mil analfabetos infinitamente mais interessantes que este prepotente convencido e infeliz. Mas pior que tudo isso é a inveja... a inveja de um português de livre pensamento...

João Amorim disse...

caro Hugo

Revejo-me no que escreveu o Pulido Valente. Acho um texto feliz e tolerante face à intolerância intelectual do Saramago. Quanto aos dotes de nascença quer queira quer não herdamos muita coisa! Quanto à educação, idem aspas.