3 de fevereiro de 2010

Apontem à República


Um dos mitos do Salazarismo, essa mórbida república, caiu por terra: a fome, o desemprego, os baixos salários, não são apanágios da ditadura. Só um lorpa é que engole o xarope amargo da desculpabilização socialista. Os milhões de "homens livres" que se encontram imigrados podem apontar o dedo à democracia, à nossa, podem apontar o dedo aos "heróis" marxistas e socialistas, podem apontar o dedo a esta República completamente comprometida, partidarizada e corrupta, podem apontar o gatilho aos hipócritas, que vivem do rapar-o-tacho, porque a mentira é apontada para nós.


1 comentário:

Nuno Castelo-Branco disse...

Pensava que só se saía do país no tempo do "fássismo-feixismo"...