19 de março de 2010

A visão do coitadinho


Um rapper foi "abatido" a tiro após uma perseguição policial, motivo: não parou numa operação policial. O funeral realizou-se não na paz da transcendência mas num efusivo cortejo popular com a concorrência de inúmeros "bairros", onde se gritou: Ele era clean, 100% clean. Aparte o excesso do polícia que deve ser investigado, esta martirização tem a visão do "coitadinho" português. Pela mesma razão – "coitadinho" – os nossos políticos, não são responsabilizados pelos seus feitos, vagueiam na suspeição da corrupção mas são eleitos/elevados como mártires (da outra facção que os quer "denegrir"). Eles são clean, 100% clean.

Sem comentários: