3 de julho de 2010

Porra para candidaturas destas e para a República


A pretensão à chefia de estado devia ser vetada a todos os que já tivessem "exercido" cargos políticos, emanados da rede partidária, pelo perigo do clientelismo do poder, parcerismo ideológico, traficância de "influências", corrupção material e afins. Mas a "constituição" permite, assim como permite o aborto, etc. Quando começam as campanhas a Presidente a imbecilidade mostra-se, quero dizer, os candidatos demonstram maior ou menor imbecilidade, é notório. Em fase de pré-campanha, o candidato Alegre critica o seu opositor, que ainda é o Presidente em exercício, pelo facto deste mentir! A mentira é pedir aos jovens que "tenham coragem e sejam empreendedores", numa altura em que grassa o desemprego. Para o putativo candidato o Presidente devia estar calado. Não ele, candidato. Ao mesmo tempo o candidato apela à mobilização dos jovens dizendo que "é essencial mobilizar os jovens desta geração da precariedade para a causa pública e para a política." Entenderam? Mobilizar para o empreendorismo é mentira, mobilizar para a política é verdade! Porra para candidaturas destas e para a República.

1 comentário:

Bilder disse...

As leis são sem duvida criadas para beneficio das elites politicas e financeiras,daí toda a corrupção e despesismo à custa do povo,(ver livro de João Pedro Martins)mas o pior é que esses senhores são ainda agentes de interesses maiores e globais que nos controlam desde o topo da piramide!