23 de julho de 2010

Utilizador-pagador


A República dá-nos os melhores exemplos do que deve ser a distribuição imparcial e igual dos benefícios, dos direitos... Quanto aos deveres, não sei, onde eles andam! A "reboque" da discussão de portagar as SCUT, – e da necessidade latente que os governos têm em arranjar dinheiro para continuar a sustentar artificialmente este regime – lembro à governança que à muito a que cobrar: portagar a utilização dos parques, jardins, passeios novos, mira-douros, parques naturais, rotundas. Não, não estou a falar da locomoção em viaturas, estou a falar de peões, andar a pé. À que pagar, digamos assim, prostituir o bem público.

Sem comentários: