24 de janeiro de 2011

Acertou

E não é que a ciência pode ser muito fiável? Pelo menos no que diz respeito à "euforia" pós-eleitoral nesta república das ratazanas, este cientista acertou.

Sem comentários: