23 de janeiro de 2011

Domingo

Este Domingo, como quase todos os outros, é o meu predilecto dia em família. É, actualmente, um dos dois almoços que no desenlace da semana posso fazer em conjunto com os demais cá da casa. O almoço do Domingo era na minha infância um momento especial e animado. Em casa dos meus avós tínhamos por tradição comer um galo assado. Hoje a nossa ementa é mais variada. Desde à umas semanas para cá um novo momento junta-me, durante este dia, com as minhas filhas. Estou com elas a seguir uma série televisiva de boa qualidade. Trata-se de Glee, uma divertida novela que conta a vivência de uma série de jovens que frequentam um clube de música sem grandes adeptos numa escola secundária. A série, aparentemente desenhada para adolescentes, é uma lição de afectos e relacionamentos entre professores, alunos e outros personagens. Em pano de fundo a música e os excelentes covers que o grupo produz. O que mais me atrai no enredo é a doce ironia e causticidade da professora Sue Sylvester, que apenas preza a perfeição, o metodismo, o vencer a todo o custo, e a sua relação com o professor Will mentor do Glee Club e o inspirador dos adolescentes. Das americanadas que pude ver um pouco esta série é uma surpreendente surpresa. Hoje, Domingo, não se esqueça, às 21h30, Glee no Fox Life.

Sem comentários: