29 de março de 2011

Lula


Lula da Silva veio a portugal receber um Doutoramento dado pela Universidade de Coimbra. Há uns anos veio a viúva do Samora Machel, que tanto, tanto, tem feito por portugal. Esta mania de distribuir doutoramentos a "personalidades" tem muito que se lhe diga e diz muito de quem os distribui. Quantos homens e mulheres de qualidade moral e ética, que até nunca estudaram no ensino superior, não teriam razão, pela índole e obra, de receber um doutoramento como esse? Só pela minha vivência conheço algumas, infelizmente já desaparecidas. Um deles Domingos Capela, que construiu o violino do meu pai, e que foi um dos mais prestigiados construtores mundiais de instrumentos de arco (desconheço que tenha tido um doutoramento) ou o pintor Jaime Isidoro, com quem colaborei numa das suas grandes exposições, um dos maiores aguarelistas, galerista e divulgador de arte, fundador da Academia e Galeria Alvarez, da Galeria Dois, da Bienal de Arte de Vila Nova de Cerveira (nunca teve um doutoramento de Coimbra). Se os doutoramentos são para dar então que se deêm sem constrangimentos e sem preconceitos ideológicos. Da forma como se escolhem os distinguidos parece coisa de biblot, uma piroseira sem graça, uma lulada.


Sem comentários: