24 de maio de 2011

Saúde


"A pequena localidade de Moneygall – tem apenas 300 habitantes – parecia extática pela visita. Muitos residentes foram para a rua gritar “Welcome! Welcome!”, à passagem de Obama e da sua mulher, Michelle. Um ponto alto foi depois a visita do casal a um dos dois pubs da localidade onde o Presidente bebeu uma pint de Guinness – Michelle Obama ficou-se por uma half-pint."

Não sei se é pela influência Irlandesa ou Britânica nos Estados Unidos, mas aqueles cidadãos são fanáticos por genealogia. Vários americanos que conheço são religiosamente americanos mas ao mesmo tempo têm os olhos esbugalhados na Europa e outros continentes. Talvez seja essa influência que os façam sair para os outros países armados até aos dentes e com a santa medida da "protecção" contra o "mal"! Bem. Fica a minha satisfação por ver que Obama, de visita a um país onde tem origens, e a sua mulher, com nome afrancesado, não escondem o essencial na vida de um ser humano: as suas origens, a sua história, o percurso dos seus mortos, que nunca o são. Por isso, neste pormenor, ergo também o meu copo meio vazio de vinho do Douro e saúdo aqueles que sentem a pátria Portuguesa. 

Sem comentários: