16 de junho de 2011

Olha o passo, pá


O recém-indigitado primeiro ministro Passos disse que ia criar uma agência para fiscalizar as contas públicas, os gastos – principalmente – e que esta seria feita (ou liderada!) por dois estrangeiros. Bum, tiro no chinelo...! Calçar um sapato adequado à viagem era propor alguém que despoluísse a corja mostrando as virtudes da diferença entre semelhantes. Mandar vir uns agentes do exterior soa-me a desconfiança conveniente.
Tanto para andar e o caminho escolhido é sempre o mais longo, pá.

Sem comentários: