9 de agosto de 2011

London calling

Uma das minhas bandas favoritas, na adolescência, foram os Clash. Tinham tudo o que eu não apreciava do ponto de vista do discurso mas sobrava a música e a irreverência. Eram "republicanos", laicos e escreviam sobre revoltas e lutas com a polícia. Eram jovens e faziam a sua luta ao som de guitarras! Todavia, se Joe Strummer fosse hoje vivo ficaria envergonhado com as cenas inacreditáveis que a sua Londres está a sofrer. Não, não se trata de uma revolução com mais ou menos guilhotinas trata-se de devaneio oportunista e violento de uma escumalha que não tem escrúpulos. E tem de ser dito com todos os dentes, o socialismo do sr. Blair está a mostrar a sua face e a custar o seu preço. A ver vamos. Espero que a governança inglesa não tenha tiques de complacência complexada e faça cumprir a lei. Com dureza e implacabilidade.

2 comentários:

George Sand disse...

Confesso que não sei o que estão à espera para mandar a tropa para as ruas...

João Amorim disse...

Se forem complacentes a tropa não resolverá o problema.