26 de agosto de 2011

os esposos


Parece que anda uma movimentação contra o director do semanário Sol, pelo mesmo ter falado na terminologia propensa aos membros de casais gay. Ora, como eu aqui já referi há uns tempos, se os homosexuais e lésbicas quiseram ter direito a um "casamento", e tudo o que mais prover aos casamentos de heterosexuais, com essa específica terminologia, o tratamento social dos pares também deve ser assumido, ou será que pretendem inventar um outro nome para os conjugues? Sendo assim quando o A apresenta o B apresenta-o como: – o meu marido. E dirá o B: – o meu marido – também. No caso de lésbicas: – a minha mulher, ou esposa – a minha esposa, mulher. É óbvio que os casamentos de homosexuais serão compostos por dois maridos ou duas esposas mesmo que um dos conjugues se ache a mulher, ou homem, do outro.
E assim, lá conseguiram a expressão "casamento", e assim, lá terá de dizer o chefe do registo civil: – E assim vos declaro marido e marido...

Sem comentários: