14 de agosto de 2011

A violência

Parece que a violência está a aumentar. Pelo que vejo a violência que me falam e mostram não é a que mais me choca. O que me fere é a violência da injustiça. Da passividade por covardia ou interesses. A injustiça que evoco não é o instrumento da "justiça" é o anátema da "justiça" estar dependente de gente sem espinha, da "justiça" estar dependente de acordos, de estar atravessada pela "moral" dos legisladores, por artimanhas processuais, por delongas com demoras intencionais, por ideais políticos e arbitrários, por formas imorais. 
Como posso eu respeitar uma sociedade onde o conceito de Respeito foi subjugado pela bebedeira do Direito a tudo e mais alguma coisa, até o direito a ser violento?

Sem comentários: