17 de fevereiro de 2012

Troco


Parece que o Presidente da República faltou a uma visita a uma escola porque não quis ser confrontado com uma "manif" de miúdos, no máximo, entre 14 e 17 anos. E não quis porquê? Porque ele sabe que é um interveniente no jogo político. Não é? Não. Não devia ser. A política é para os parlamentaristas, autarcas, profissionais da escalada partidária e ocultos chulos do erário público. Uma presidência de estado devia estar muito acima disso. Para se ser Presidente tem de se gostar de ser apontado como influente e influência. Mais, uma República ao ser representada por um presidente e não por um Rei (que salvaguardasse a res publica) é um factor divisório de muitas partes e um balde para muitos arremessos. Muitas vezes a figura de um Presidente é tal qual a de um lacaio. Seja de obediências, de factores opacos, de compadrios que cobram a despesa da eleição a Belém. Se não percebem eu troco isto por miúdos!

2 comentários:

George Sand disse...

E agora? Não vai a mais lado nenhum???

João Amorim disse...

Pior que a falta de comparência foi a oportunidade que deu para passar a ser criticado.