26 de março de 2012

Eu sinto-me indignado com o Zé


A viúva de Zeca Afonso sente-se indignada pelo PSD ter utilizado versos do seu defunto marido num congresso realizado à dias. E explica: “se fosse vivo”, José Afonso “estaria na primeira fila dos que hoje, em Portugal, combatem a política neoliberal do Governo de Passos Coelho”. Concerteza a viúva também vai querer fazer protestos contra todos os que não forem do partido comunista de traulitarem as músicas do Zeca. Eu também me sinto indignado por alguém cantar as músicas do Zé. É que o Zeca também se colocou no "lado oposto da barreira" no que toca a desejar uma sociedade livre para Portugal. Por muito que a viúva e outros milhares de viúvos digam, a cantoria do comunismo em 1974 estava pronta a enjaular-nos numa ditadura muito pior do que aquela (já moribunda!) que havíamos saído. E, contra a cantilena pró-comunismo devemos estar todos na primeira fila. Era com isso que se devia indignar ou com a falta de gosto dos psd's.

Sem comentários: