30 de junho de 2012

Este capot já é meu


Fazendo crer que se tratou de uma manifestação espontânea vários activistas da CGTP – à paisana –  insultaram o ministro das finanças enquanto outros comparsas agitavam bandeirinhas com as cores da inter. Um dos indignados agarrou-se ao capot da viatura de estado. Simbólicamente quis agarrar-se ao sistema do mais do mesmo que nos levou a isto. O povo vai deixar de ser "manso, dizem"! Para a próxima os manifestantes tiram as cuecas à frente dos ministros. A provocação e o insulto são o modo mais instintivo de catarse dos "problemas", das "indignações". Ao invés da luta com a inteligência e a palavra a turba prefere o "tribunal" de rua e a agressão anónima. No limite, é o prazer intrínseco dos esvaziados da vida; afanam para ter o que não podem ser.


Sem comentários: