12 de junho de 2012

Pilar


Parece que amanhã inaugura a Fundação José Saramago na Casa dos Bicos, em Lisboa. Esta fundação é apoiada pelo estado, as obras necessárias, que já custaram 2,5 milhões de euros, foram pagas pela Câmara de Lisboa e as despesas de manutenção, presumo que também inclua o salário da Presidente Pilar e do pessoal, serão suportadas pelos bilhetes de entrada e pela República. A Presidente Pilar já veio dizer que a cultura paga-se, assim como se paga um café. Três euros para um visitante português e quatro a cinco para um estrangeiro, porque somos mais pobres! Esta antiga candidata a freira sabe o que a casa gasta e não tem escrúpulos em presidir uma fundação paga com o dinheiro dos contribuintes portugueses, quer eles gostem ou não. É com pilares destes que a República tem mantido o seu desmando e o descontrole. Porventura, esta fundação é um pilar para a aclamação dos ideais dos camaradas, um pilar para os "intelectuais" que se revêem em Saramago. Diz a Presidente Pilar que o seu marido lutou e acreditou "num Mundo melhor". Sim, "muito melhor", é pagar para ver.

2 comentários:

Marina Seminova disse...

Mas isto é um escândalo ! Uma casa do tempo de Portugal vai parar nas mãos da fundação deste comunista e escritor de 5a categoria !
Dever-se-ia fazer um abaixo-assinado para esta casa ser consagrada a um elemento heroico da Historia de Portugal (de preferência do século aureo)

João Amorim disse...

É preciso ver que este escritor lutou para instalar um regime comunista em Portugal – não há dúvida que a nossa "democracia" é muito tolerante com alguns –, e como paga lá conseguiu património do estado para instalar o seu "memorial"(!)