18 de junho de 2012

"só queremos a igualdade"...


Fiquei perplexo com esta citação: "Não queremos a facilitação de nada, só queremos a igualdade". Isto foi dito, aparentemente, por alunos do ensino secundário que exigem o fim dos exames nacionais, por considerarem que há alunos, ricos e pobres, alunos que frequentam escolas boas e más, com mais e melhores condições. Eu acrescentaria que também há alunos que gostam de estudar e outros que gostam de roubar colegas, espancá-los, filmá-los. Uma coisa tenho a certeza, entre ricos e pobres, todos têm telemóvel, internet e página no facebook.
Uma hstória de vida. A minha mãe nasceu, em 1929, e mais duas irmãs, na Casa do Muradal, um solar em Vale de Cambra, fundado por um meu tetravô materno. A electricidade só foi instalada na casa em 1977! Os primeiros tempos da minha infância foram uma delícia. A irmã mais velha da minha mãe veio para o Porto, para se tratar a uma doênça, e por aqui ficou a viver em casa dos meus bisavós. A minha mãe e a minha outra tia ficaram no Muradal. Ambas as três estudaram. Como em Vale de Cambra não havia ensino secundário oficial, apenas em Aveiro, a minha avó, que tinha uma capacidade notável, inteirou-se das matérias e durante seis anos deu aulas às duas filhas preparando-as, permanentemente, para os exames que tinham de ir fazer a Aveiro e Porto, anualmente, para obter a equiparação. Sempre em casa e com horários, disciplina e trabalho de jorna que nunca mais acabava. Só o último ano do "secundário" foi feito já no Porto para onde se mudaram em 1944/45. A irmã do Porto entrou em Medicina. A outra irmã entrou em Arquitectura, a minha mãe em Letras. As diferentes condições das irmãs não foram obstáculo para o fim que pretendiam atingir. E há que convir que, estudar em casa sem colegas, distracções e sem a percepção de uma sala de aulas é muito difícil.
Estes alunos do secundário parecem-me preparados para vida. Muitos, desde já, preparados para a vida sacra das reivindicações, comícios, direitos adquiridos e política demagógica.

Sem comentários: