11 de julho de 2012

Partir uma perna


Não foi falta de educação, usurpação de "funções" ou megalomania de povo promovido, a mulher do presidente da república sentou-se na cadeira, desenhada propositadamente para o eleito, para ver se a perna estava estável e não partia. Salazar caiu abaixo de uma e esta primeira-"dama" dá-se bem no Palácio...

Sem comentários: