13 de setembro de 2012

Canalha


De canalhização em canalhização, os activistas "anti-austeridade" dão largas ao entusiasmo. Em todas as "manifestações" contra membros do governo lá estão dezenas de sindicalistas, de esquerda. Empurram, fazem moche, riem, insultam, atiram ovos, atiram-se para cima de carros, apelam à violência. Bem sabemos como a canalha há 104 anos se aproveitou da instabilidade política para fazer o terrorismo de rua e tomar de assalto o poder. Um país que não sabe respeitar as hierarquias, dispostas com legitimidade, não sabe distinguir os caminhos da cidadania e civilidade, não reconhece o diálogo nem a construção do bem comum. Se é legitimo agredir e insultar um governante por impôr medidas contrárias à disposição dos cidadãos, ou lesivas do bem pátrio, então porque é que o sr. Soares & Comp.ª dos últimos 38 anos ainda não levaram um enxerto?


1 comentário:

Paulo Cunha Porto disse...

Meu Caro João,

mesmo que o consigam e quando o consigam, só muda o homem de palha. A titularidade de facto do cargo de Primeiro-Ministro jaz em Berlim.

Abraço