14 de outubro de 2012

A estrelinha


Mais um sábado de manifestações "por todo o país". Aqui no Porto, dizem, estavam uns bons milhares na praça D. João I com muitas panelas e muito ruído. Gritavam a exigir empregos, o fim da crise, o não pagamento da dívida e mais dinheiro para a cultura. Ora cultura é muita coisa, diria, é quase tudo. Outra questão, que emana das reinvidicações, é perceber se a cultura é apenas feita pelos cultos (os "artístas") e se a cultura pertence aos homens ou aos estados, digo, deve ser paga pelos estados. Noutra altura emitirei a minha opinião sobre isto. 
Pelas imagens e fotos reparo que uma cultura-moda está a instalar-se: é a boina com uma, só, estrelinha, assim, a modos de Che Guevara. Os meninos à volta da fogueira que há uma década atrás eram contra o serviço militar obrigatório (cujo fim é a causa de muito quanto se passa na delinquência juvenil) e eram a favor da "objecção de consciência", por recusarem a experiência militar, usam agora boinas militares... ... a estes só lhes falta o charuto cubano! .".. firme... podem descansar...."

Sem comentários: