10 de outubro de 2012

Os mesmos


Os mesmos funcionários públicos e sindicatos que não concordam com o corte de três dias de "subsídio" nos primeiros 3 dias de falta/baixa por doença, tal como acontece no privado, são os mesmos que exigem a igualdade e pedem o corte dos subsídios de férias e Natal nos privados.



2 comentários:

Paulo Cunha Porto disse...

Caríssimo João,
altura para citar Gladstone:
«o Cristão diz "o que é meu é teu; o Socialista diz "o que é teu é meu"».
Tudo decorre daí.

Abraço

João Amorim disse...

Sim, e o comunista diz "o que é teu é da cooperativa e quem dita nela sou eu"

abraço