15 de novembro de 2012

AI, que me doeu


A AI (Amnistia Internacional) enviou um mail, fax ou recado ao MAI (Ministério da Administração Interna) a criticar a "carga policial", "desproporcional", sobre os manifestantes que "protestavam pacificamente" em frente à Assembleia da República. Disse também que deseja averiguações e "reprovou", simplesmente, os comportamentos violentos por parte de "um pequeno grupo de manifestantes"! Como fonte, utilizou testemunhos (dos manifestantes!! apenas, presumo), o que se publicou nos meios de comunicação social e nas "redes sociais". Espero que tenha vindo auscultar este blogge. E, para o efeito, digo à AI, que o comunicado desta doeu tanto como se fosse uma bastonada da polícia. Reprimir os actos, e ensejos, de violência deve estar em primeiro lugar!! Para amnistias já basta a do traidor Soares aos crimes de sangue da escumalha das FP25. Ai, AI. 

1 comentário:

Paulo Cunha Porto disse...

Esta organização sinistra deve concordar com Daniel Oliveira quando distinguia entre as pessoas e os polícias...

Abraço, Meu Caro João