18 de novembro de 2012

Vide Freitas Maya


O vidente saltitante Freitas Maya tirou as cartas e vê que "entre o quarto e o nono mês de 2013 é inevitável haver eleições". Ele é bom. Para a semana vai atirar as pedrinhas e conchas e num ritual maconhado vai proferir o vencedor dessas eleições. Ah, Freitas, não lhe faltarão clientes. Passa recibo?

2 comentários:

Paulo Cunha Porto disse...

Cheira-me a que se está a fazer a figura tutelar dum governo de "união sagrada". Como já foi ministro apoiado por todos os partidos do "Arco Constitucional"...
Eu fui aluno do sujeito e, sem alguma vez ter sido prejudicado, não gosto nem um poucochinho.

Abraço, Meu Caro João

João Amorim disse...

caro Paulo
O professor Freitas é daqueles políticos que gosta de dizer coisas na "corrente" dos acontecimentos. Foi assim no consulado Guterres e no descalabro Sócrates. A partir de uma certa idade começou a portar-se como um jogador que muda de equipa consoante a sua posição na tabela.

abraço