13 de dezembro de 2012

Por estes dias, por esta chuva, antevendo as "festas", relendo Victor Wladimiro Ferreira


"(...) Estes dias "das festas" deixam-me sempre deprimido e triste. Acabo por me ralar com saudades da nossa terra, do Sol, das praias, do vestuário leve, dos jacarandás floridos, da paz nas ruas, dos mercados a abarrotar de cheiros e vozes diferentes, do camarão, do caril com coco, dos cajus e amendoins que as mulheres negras assavam escavando uma pequena cova onde amontoavam os frutos e colocando as brasas por cima de um quadriculado de paus e folhas secas pra uma melhor assadura; coisas boas que se nos agarram à memória...
Como tem passado? Como aguenta esta chuva que nos encharca dia após dia? "


mail de Victor Wladimiro Ferreira, 07.01.2010


Foto: Victor Wladimiro em Lourenço Marques, 1972; espólio: família Castelo Branco Graça Ferreira


2 comentários:

Paulo Cunha Porto disse...

Uma grande Lembrança, oportuna tão pouco tempo depois do desaparecimento.
Nos últimos anos, tenho lutado contra a depressão da Quadra que quase me submergiu quando perdi os meus Pais. Mas a Mensagem Do Que Ela significa deve sobrepor-se.

Abraço, Meu Caro João

João Amorim disse...

caro Paulo

Desde há uns anos para cá, também tenho sentido uma sensação de melancolia exacerbada nesta quadra natalícia. Descobri que o meio que nos envolve é o principal responsável; são os egoísmos latentes, o frenesim do materialismo, da palhaçada dos encontros e carinhos hipócritas. Depois de perder quase todos os que amava e faziam o meu Natal, preocupei-me em me manter firme e assumir o papel de velador e transmissor dos meus valores à minha descendência. Por eles.
A depressão das "festas", que me escrevia o Victor Wladimiro, é a razão da boa melancolia, aquela que vem com a saudade e nos faz reviver, para além da dor.

abraço,