11 de janeiro de 2013

O pensamento poético voltou às suas origens


João Magueijo é o "Pensador" do dia no jornal Público. Fazendo justaposição do título da notícia com o título do pensamento do João, apraz-me ver que o pensamento poético voltou às suas origens, foi de novo parido, ao dito "Abril". Já havia tempo, não lia um texto que acabasse em "merda", "puta", "filhos da puta" e outras coisas que tais que traduzissem essa Revolta Revolucionária saída do coração dos autores, esses camaradas filhos d'Abril. Eu não sei se esta é a "República das Putas" o que sei é que há muito chulo nesta República, muito chulo que não pára de pensar como nos há-de invadir, roubar, consporcar e distorcer o pensamento.



2 comentários:

Paulo Cunha Porto disse...

Meu Caro João,
como não recuso desafios de indagações prementes que façam luz sobre o que vivemos e quero manter o nível da confrontação citada, lembraria o protesto daquelas jovens desnudadas de fala castelhana que tinham pintado nas costas o protesto:
«Nós, as Putas, insistimos: os políticos não são nossos filhos!». E é dizer muito.

Abraço

João Amorim disse...

caro Paulo

De facto, convém desfazer as dúvidas da consanguinidade. A "Sheila" diz tudo no anúncio, quem dera que muitos políticos soubessem provar as sua qualidades!

abraço