22 de fevereiro de 2013

Ter razão


Se há coisa que eu pressinto no modismo das cantilenas é a indevida apropriação das ditas para outros fins que não o prazer dos ouvidos e da poética. Esta notícia vem dar razão quando digo que uma "Grândola" na boca de um manifestante não faz uma revolução, pelo contrário, faz uma inversão. Na boca de um jogador de futebol, então, é uma placagem. O Zeca deve estar orgulhoso, é que, a sua morena anda de boca em boca a revolucionar os próprios conceitos de cancionismo político. Não tarda, teremos toques de telemóvel, toques de campainha e toques de autoclismo com a "Grândola". ... Órdéna.



Sem comentários: