11 de março de 2013

Os refugiados portugueses


A RTP, a televisão do regime, está a passar uma série escatológica chamada "Depois do Adeus". Os actores, orientados pelos filósofos e sociólogos que escreveram o guião da série, citam e citam a expressão "retornados". De uma vez por todas temos de ser honestos, HONESTOS,  e exclamar a expressão correcta: Refugiados.
Os partidos políticos que militam na assembleia nunca fizeram, ao logo dos últimos 38 anos, um único esforço para contrariar a historieta mal cheirosa dos "evangelistas" que decidiram repintar o passado e emitir a mentira como forma conveniente de obter a "compreensão" das massas para a destruição que pretendiam infligir no país. 
Quando me falam que o país está em crise eu interrogo-me como é possível os cegos passarem a ver? Mas com tanto tempo de habituação à escura negação das evidências, estão a ver o quê?


2 comentários:

Paulo Cunha Porto disse...

Isso que o Caro João diz deles até passaria por peso na consciência, caso conhecessem esta palavra...

Abração

João Amorim disse...

Como tem razão, caro Paulo, a consciência é um fenómeno moral que não toca a todos.

abraço