3 de junho de 2013

Grande Escolha


Sempre que me foco em notícias sobre as nossas antigas províncias vejo que o tema não muda. Em todas elas o partido no poder é-o desde 1974. Em Angola, Moçambique e Guiné a "democracia" é um mito e a expressão Liberdade não vale mais do que uma anedota. Assim, nunca devemos esquecer de agradecer aqueles que fizeram parte do "processo" e que contribuíram de forma inequívoca para a situação actual. A entrega cirúrgica do poder às milícias comunistas foi um must, Grande Escolha, que saiu da vindima de Abril. Um dos responsáveis, o sr. Mário Soares, foi, de facto, um enólogo, perdoem-me os enólogos de profissão, mas, tanto foi o vermelho vertido, em terror e em sangue, que não há escarradeiras suficientes para guardar a ignomínia da prova de tal safra.

Sem comentários: