22 de junho de 2013

...o que é meu é meu, o que é vosso é nosso.


Como é que alguém que se diz Comunista (simpatizante da ditadura e opressão) pode estar contra a falta de liberdade? Digo, essa "liberdade" para borrar "paredes públicas"...! Ficamos, também, a saber que a "Constituição" permite palavras de ordem em paredes/edifícios públicos!!! Valente 25 de Abril! Que bonito seria ver amanhã as zonas de vereneio pintadas, as árvores carregadas de tinta, o asfalto das auto-estradas pintado com epítetos a favor da liberdade, do respeito pelo país e pelo bem público! Eu já sabia que deveria haver uma falha mental para se ser comunista e se andar a exigir aos outros o que não se daria na mesma posição, mas agora vejo que o estado prenuncia uma coisa pior. De manhã os comunistas berram contra os impostos mal gastos, o esbanjamento e as mordomias, à tarde vão pedir o cheque da subvenção estatal aos partidos, à noite vão pintar os muros públicos que terão de ser repintados com o dinheiro dos impostos.

Sem comentários: