8 de julho de 2013

Salta-sopinhas


O sr. Soares fala de barriga cheia. Para a sumidade todos são maus a não ser que façam o que ele pensa. Em dez anos só o ouvi elogiar o sr. Guterres, o sr. Sócrates e meio-elogio ao sr. Passos. Portas pode ser tudo mas não anda a saltar pocinhas, poderá, quanto muito, andar a molhar-se na lama em que o sistema se tornou, muito, pelo desenho aturado – atolado – que foi sendo riscado pelo socialismo dos amanhãs que cantam. O sistema, a que chamam democracia, em Portugal é uma festa privada, já na sua 39ª edição, onde os convivas se afrontam e incham a barriga de gases borbulhantes cujo esgar se constacta nos sonoros traques que nos oferecem. Um sistema flatulante e saturado de salta-sopinhas.


Sem comentários: