23 de agosto de 2013

Arrenda


A campanha eleitoral ainda não começou e o candidato pelo PSD ao Porto já atende eleitores no seu gabinete da Câmara de Gaia! Pelo S. João pagou uns porcos assados e petiscos em bairros, por ora já se encontra a pagar umas rendas de potenciais apoiantes – dos bairros sociais. A campanha promete e o nível deve baixar ainda mais. Já temos um regime arrendado de cinco em cinco anos (o que era público na Monarquia ficou privado na República), vamos tendo um Assembleia que se arrenda ao sabor do rotativismo (tão combatido pelos "republicanos" nos últimos anos oitocentistas), teremos no Porto uma câmara arrendada a interesses pessoais e um presidente que paga rendas em atraso, vá-se, ainda, saber com que renda.

Sem comentários: