27 de agosto de 2013

Possuir couraça


Andar na bloggosfera assemelha-se a andar de carro. No interior de um automóvel vê-se a maioria dos condutores a sentirem-se imunes, ultrapassando indevidamente, agredindo verbalmente, insultando com gestos, gestualizando uma capacidade física que fora do veículo diminuiria para 10%! É essa sensação de possuir couraça que faz com que a atitude na estrada se revele imprudente e desmesurada com o resultado sabido nos acidentes mortais. Escrever à distância, envolve o mesmo sentimento de couraça, segurança, porque, o não contacto agiganta os covardes e faz dos críticos ordinários uns grandes senhores, protegidos pelo limbo cibernético. O melhor exemplo do que constato vejo-o aqui. Na ausência de melhores argumentos um tal Sérgio Lavos tem laivos de intelectual Abrilista e não se cansa de desferir palavras consoantes com a sua pequenez. O ódio caminha em pessoas como o dito autor e não será a internet que poderá curar ou satisfazer tanta carga interna de ressabiamento. Nem a morte de todos os inimigos deste sujeito poderá ajustar o seu râncor. Nem a sua própria.

Sem comentários: