14 de outubro de 2013

Nuremberga, saloia


Num acto de auto-liquidação, o inenarrável socialista abriu caminho para o seu próprio julgamento ao declarar que os políticos deviam ser julgados depois de saírem do poder. Não sei o que estaria a pensar mas, a avaliação tem de ser feita a todos os implicados na nossa ruína. Faça-se uma nova Nuremberga, saloia, que os portugueses estão ávidos por descarregar a frustração e o ódio naqueles que sempre trouxeram ao colo. Talvez por isso.

Sem comentários: