25 de dezembro de 2013

Escarradela



Quando eu vejo os heréticos, os ateus, os agnósticos com a vertigem da "época", os paineleiros desenssabidos do costume, falar do Natal, quando durante o ano só blafesmam, puxo logo do pulmão e mando um bom escarro para a boca dessa gente. O Natal é só um! O do nascimento de Jesus.

4 comentários:

João França disse...

Que bela atitude cristã essa de mandar um escarro para a boca dos outros. É isso que Jesus faria? Talvez sim, já que na Bíblia ele cometeu as maiores atrocidades e diz que não vinha trazer a paz ao mundo mas sim a espada (Mateus 10:34). Ele deve estar bem orgulhoso de ti!
E o Natal também é o solstício de inverno, e o dia 25 de dezembro também foi o escolhido para o nascimento de Mitras, Hórus, e outras divindades mais antigas.
Como vês, meu caro cristão, o Natal é muita coisa!

João Amorim disse...

caro França

De facto, o Natal é muita coisa dentro da celebração do nascimento de Cristo, para os católicos. Da mesma forma interprete "muita coisa" quando eu, pela forma escrita, expresso "escarradela".

I. B. disse...

«Que bela atitude cristã essa de mandar um escarro para a boca dos outros.»

Essa nem os seus imaginários judeus bolcheviques fariam, homem!

Israel Bloom

João Amorim disse...

"imaginários judeus bolcheviques"? Espero que não se importe que para esses "imaginários" eu, também, puxe do pulmão?