16 de outubro de 2014

Um homem com H grande


Uma deputadeca do BE pediu esclarecimentos ao Ministro da Defesa sobre uma efeméride que se passou hoje e que consistiu no largar das cinzas de Alpoim Calvão ao (seu) mar. A fulana está boquiaberta pois como se pode homenagear "uma figura cujos contornos políticos são tão controversos e divisores na sociedade portuguesa?" Divisores, não, digo eu, unificadores para os que acreditam em Portugal! Da Marinha saiu uma resposta que me faz sentir, ainda que subtilmente, com esperança num futuro feito de Homens e valores: "Às críticas à utilização de meios públicos, a Marinha respondeu esta manhã com um comunicado em que “reafirma todo o seu empenho” na distinção ao antigo comandante e lhe tece rasgados elogios, classificando-o como um “líder nato, um patriota”, um “homem com H grande” que no campo de batalha “era respeitado pelos seus homens e muito mais pelo inimigo”."

Sem comentários: