15 de janeiro de 2015

Cada vez mais


Vivemos num "mundo" atarracado e menorizado pela "opinião" dos que se "fazem ouvir". Nunca, como hoje, os orgãos de comunicação foram tão dominados por uma opinião tão "consensual"; nem no tempo da II guerra mundial. Quem não está com o "pensamento" dominante não está e será engolido pela crítica. Folgo este diagnóstico, estou feliz por estar onde estou! Contra tudo o que é "oficialmente" correcto.

Sem comentários: